30 de nov de 2009



Eu e você num só romance.

As vezes perco a estribeira...
esqueço que somos um nó bem dado.

Só eu e você. 

Nós.


Imagem: Bresson. Roumanie. 1975

26 de nov de 2009

Campanha pelo fim da violência contra a mulher!

 Blogagem coletiva Luluzinhas pelo fim da violência contra a mulher!


Estigma


Por sendas oblíqüas,
  violência urbana
       violência doméstica.
Delitos, impunidade e dor,
na penumbra das cidades.


Pelas esquinas,
           rostos anônimos,
corpos lanhados
           pelas marcas do desamor.


Não importa a idade,
                    classe social.
  Mulheres, tomadas pelo medo,
têm a alma amargurada,
                       a carne rasgada.


Nos olhares castigados,
não há lágrimas nem sorrisos.
Só um silencioso pedido de socorro
                  entre sonhos adormecidos.

O tempo, é como sopro,
leva sem remorsos,
       o silêncio da noite, os hematomas,
           as escoriações, as mãos vazias...


                     - ( não importa a identidade,
                         o coração partido,
                         o medo
                         a desventura) -


E, sem sofismas,
na alvorada traz a denúncia,
                   porta à liberdade !


Andréa Motta
30/11/04


Para denúncia:


Atendimento à Mulher, no número 180, que funciona 24 horas ou
Site da Secretaria Especial de Políticas para as mulheres 

25 de nov de 2009

Hoje é dia de feira!

Fazer as compras do mês é um bom exercício para mente...
Melhor ir nesses 24hrs.
De madrugada, de um corredor à outro tudo vira pó,
vira enlatado.

22 de nov de 2009

Ressuscitei!

Faz um bom tempo que não posto neste blog.

Resolvi ressuscita-lo, depois do encontro Luluzinha em Belo Horizonte.



Nesse encontro, senti um alívio em saber que pessoas pensam além mar...
que sabem que a vida é bem maior que sentar em frente a TV.

Ontem, eu enfim entendi o que Eduardo Galeano quis dizer, quando disse:

“LONGE DE MIM TODAS AS ESTÉTICAS”

17 de mar de 2009

Hábito...

Na TV eles dizem para eu mudar de café
Se eu não mudar de café eles me mandam mudar de marido...


Acho melhor mudar de hábito.